Registro Eletrônico para Cartórios

Tudo o que a Plugar pode fazer para você se adequar ao provimento 47 do CNJ junho/2015

    Compreenda melhor o assunto!

O que é o Registro Eletrônico para Cartórios?

O sistema de registros eletrônicos tem o intuito de integrar as informações entre os cartórios de todo o País, resultando em maior eficiência e agilidade na prestação de serviço dos registros de imóveis. Não por coincidência sua implementação é agora, por lei, obrigatória. Além disso, o sistema permite que qualquer pessoa consulte o andamento dos títulos pela internet, acessando onde e quando for mais conveniente.

 

O QUE É
PROVIMENTO 47?

 

O Provimento 47 é uma determinação da Corregedoria Nacional da Justiça que coloca como obrigatoriedade a implementação do registro eletrônico para cartórios em todo o território nacional. O novo sistema tem como finalidade facilitar o intercâmbio de informações entre as unidades do setor imobiliário, o poder judiciário, a administração pública e o público final. O envio e o recebimento de títulos, o despache de certidões e o armazenamento de documentos também estão entre os processos eletrônicos que tendem a ficar mais ágeis e efetivos com o uso da tecnologia.

 

 

PENALIDADES: MELHOR PREVENIR
DO QUE REMEDIAR
 

A nova regra define que os prejuízos causados a terceiros por culpa ou dolo passa a ser de responsabilidade dos responsáveis pelos cartórios. A partir de agora, mesmo que os danos tenham sido causados por um escrevente ou por outro funcionário, os notários e oficiais de registro devem arcar com as consequências e responder com seu patrimônio pessoal. Já existem casos, inclusive com ocorrências anteriores a nova legislação, com indenizações superiores a R$ 120 mil em função de um erro cometido em meio a uma transação de compra e venda de imóvel.  

QUEM SOMOS E O QUE FAZEMOS?

A Plugar, empresa líder em Data & Intelligence no Brasil, em parceria com a 4GED, desenvolveu uma solução inovadora para extrair as informações relevantes de uma matrícula e exportar para o sistema do Registro de Imóveis, já com revisão do material realizada. Na prática, após digitalizar uma matrícula, transformamos as imagens em texto, utilizando nossos algoritmos de inteligência artificial. A mesma tecnologia identifica nomes de pessoas físicas e jurídicas, associa-os com seus CPFs e CNPJs, assim como captura endereços e outras informações, culminando na compreensão de posse dos imóveis, o que atende ao provimento Nº47 de 18 de Junho de 2015 que estabelece diretrizes gerais para o sistema de registro eletrônico. Entre em contato para saber mais: